7.1.08

2008...

A passagem de ano é sempre um acontecimento que marca algo... é um momento em que tomamos muitas decisões, encaramos mudanças... 

Janeiro... o mês 1... o primeiro... 

Damos inicio á construção de Silêncio... que se vai... Contar o Fado
                                                                                              
                                                                                                                       Neste espectáculo ficamos próximos das histórias e raízes da nossa canção nacional. Fado... fatum significa destino... e os fadistas cantaram fadando as suas dores, alegrias, perdas, saudades, amores, desamores... histórias de vida portuguesa.

Sonho da alma celta ou saudade do marinheiro á proa das caravelas o fado tem em si diversas histórias, mitos, ideologias e filosofias...

Em Teatro de Marionetas, acompanhado de viola e guitarra portuguesa, marionetas trajadas á época interpretam narrando e cantando a história do fado fadado.




Concepção, adaptação a guião, construção, marionetas, cenografia, figurinos, e encenação:

Isabel Silva; Ana Mendes, Hugo Edgar e Joana Cruz

Carpintaria

Manuel Silva

Interpretação/Manipulação

Isabel Silva e Ana Mendes

Músicos

Hugo Edgar e Marco André

Fadistas

Joana Cruz e Marco André

Assistência de concepção e cena

Eduardo Costa

Fotografia

Fernando Costa

Som e Luz 

Nuno Patrick


Apoio : Quinzena da Juventude da Almada 2008, Casa Municipal da Juventude de Almada, Câmara Municipal de Almada






1 comentário:

Pedro disse...

Vejo que o Projecto Macapi não pára, e isso é excelente e a dar vida à Cultura Portuguesa que é melhor ainda. É sempre bom saber o que por cá se faz e se faz muito bem.
Bom trabalho. Que tudo vos corra bem. Bom Ano Novo.